domingo, 30 de dezembro de 2012

Meus Pequenos Prazeres

Depois de sobreviver a profecia Maia, um novo ano se aproxima, rapidamente como um tiro certeiro. Novas promessas são feitas. Pedidos misericordiosos por um mundo melhor. Ritos, Mitos, Magias. De tudo vale crer. Amores impossíveis, dinheiro e felicidade se quer ter! Fé em uma ferradura ou no laço vermelho da calcinha. Mas esquecem da crer em si. Na fé no homem. De que apenas ele é responsável pelas suas ESCOLHAS e CONQUISTAS. Ninguém é melhor que você para fazer acontecer!

ACREDITE!

PERMITA-SE a amar, a ser amado, a descobrir novos caminhos, novos olhares, novos esportes, conheça lugares, viaje, tenha um animal de estimação, compre uma máquina fotográfica, tire fotos, faça rapel, desafie seu corpo, se ame, alimente-se de forma mais saudável, mas nunca esqueça do bom chocolate de sobremesa, ouça música, dance, chame alguém para dançar, ame novamennte, vá atrás de uma paixão, sorria ao se ver no espelho, compre roupas que digam quem você é e não quem a moda dita, tome vinho, use sapatos que não machuque os pés, sinta a dor da perda, sinta a paixão do ganho, PERMITA-SE a viver a eternidade dos segundos, saia para festar, tome um porre, dirija sem rumo, estude toda a madrugada, viaje, tire foto, espere a paixão vir, sorria para um desconhecido, pague um lanche a um morador de rua, durma fora de casa, acorde cedo, procure a cachoeira mais linda e a praia mais limpa, faça o bem, vá para o hospital, perceba que as pessoas importam com você, importe-se com as pessoas, coma pizza, ame sua família, PERMITA-SE a cozinhar coisas diferentes, a não ter o celular mais caro, admire a lua, gaste seu dinheiro, economize alguns centavos, sinta-se livre, prenda-se um pouco, voe para longe, tire foto, mas retorne quando sentir saudades, tome vinho, faça loucuras, vá novamente atrás da paixão, ame solitariamente, desconfie dos olhares, falte ao serviço, leia vários livros, elogie alguém, lute pelos seus direitos, levante uma placa, coloque nariz de palhaço, PERMITA-SE a jogar video game com sua família, zoe se ganhar, fique bravo se perder, seja o melhor, assista filme comendo pipoca, sente no sofá e veja séries que você mais gosta, bagunce o quarto, organize a mala, procure o rumo do seu coração, comemore as vitórias, ligue na operadora de celular, fantasia-se, vá aos shows, trabalhe o dobro, peça férias, viaje, tome vinho, faça brigadeiro de panela, conheça bares, coma comidas diferentes, tire foto, durma até tarde, dê bom dia ao motorista de ônibus, veja o por do sol. SAMBE!


Crie sua forma de PERMITIR-SE.
Em 2013, mas do que pular ondas e fazer oferendas, sinta o seu potencial. Lute pelas suas vontades.
LIBERTE-SE do passado, RELEMBRE os bons momentos. E tenha um maravilhoso ANO NOVO!


P.S: Simplicidade.

quarta-feira, 26 de dezembro de 2012

Sonho

"Quando se quer estar a kilometros de distância, você fecha os olhos e sonha."
Por Michelle Morelo.

domingo, 16 de dezembro de 2012

Uma luta de ninguém que orgulho bobo que se tem!

O país pára!
O Brasil está parado.
Mas ainda não é o Carnaval e nem a Copa do Mundo.
É um tal de Mundial, Corinthianos  desesperados, loucos pelo seu time. Gritam e batem no peito com orgulho. Agora sim são campeões Mundiais.
Orgulho?!
Mas que orgulho bobo que se tem...
O país se explode em caos, milhões são desviados para fundos pessoais em ilhas distantes.
Por causa desse tal de futebol, o único esporte realmente incentivado e que movimenta bilhoes dos  bolsos da população.
E para que? Para alimentar sonhos de crianças carentes de que um dia irão crescer na vida.
Ganhar muito dinheiro, ser rico, andar com os melhores carros, fazer propaganda de bebidas, usar drogas e ter as melhores mulheres.
Quanto marketing para nada.
Para você estar ai dando audiencia, soltando fogos, enquanto a corrupção corre solta.
Você lutando com os torcedores de times opostos para provar que és o melhor.
Enquanto seu cérebro atrofia e se sustenta do pão e circo.
Obrigada por manter esta palhaçada, sinta-se orgulho de ser mais um idiota!

P.S: Desânimo!


quarta-feira, 5 de dezembro de 2012

Naufrágio

Imagem da Rede
Hoje eu vi quão duro alguns sonhos nos custam. São verdadeiras apunhaladas sob o peito. Me tira o folego. Esvazia o pensamento. E numa onda de imagens que voltam como um último suspiro, me vejo em soluços, sem ar.
Como foi possível?? Eu me pergunto sem parar na mesma frequencia dos meus batimentos. Como pude deixar isso acontecer???
Enxugo as lágrimas que molham todo o rosto  e repito com as mãos sobre os olhos, como se estancasse o sofrimento, como eu fiz isso comigo?
Mergulho em cólera, como dói ver a felicidade do outro, como a inveja consome, como o ciúme maltrata. Me despedaço.
Tranquilizo, leio as letras que aqui escrevo secando as ultimas gotas que escorrem.
Um sorriso bobo enquanto busco encontrar o ar.
Este sonho nunca foi meu, mas o amor será por todo o sempre.
Caem lágrimas mais sinceras de um amor nunca correspondido, nunca divulgado, minhas lágrimas são do desabafo do impossível.
Restaram lembranças, algumas fotos, meu vício.
A cada gole de vinho sentirei o doce da paixão e o amargo da dor de não te ter em um tempo que não pertence mais a mim.
E este será o fim de algo que nunca teve a oportunidade de sair do esboço, dos belos traços que sua mão desenhava ao me tocar.
No fim, tenho somente a dor do que poderia ter sido se eu simplesmente tivesse me permitido a viver! A navegar com você no oceano da vida, sem ter medo do que poderiamos nos tornar quando a tempestade viesse.
E em segundos me vem o alívio. Respiro com todo o ar dos meus pulmões. Sinto que meus pés nunca sairam de terra firme.
Enfim, sobrevivo após passar por todo esse breve naufrágio.

Boa noite!
P.S: inveja!


quinta-feira, 15 de novembro de 2012

Significados

"Ansiedade é um tempo que nunca chega!"
"Angustia é um tempo que nunca vai embora!"
E Felicidade??
"Felicidade é o tempo no agora!"

Bom Feriado!
P.S: Felicidade!

quarta-feira, 7 de novembro de 2012

Conspirações do Mundo!

Sentada em minha cama, sem meu vinho "nosso de cada dia", refaço o meu dia, cada passo, cada palavra, cada sentimento. E me questiono será isto: Destino?
As horas, os momentos, os caminhos, até mesmo o tempo chuvoso, tudo se encaminhou para que as coisas acontecem da forma que foi.
Não foi algo combinado, nem perto disso, mas os sinais a cada momento eram mais e mais obvios.
Eu me neguei a ver! Me recusei! E segui!
Há coisas nessa vida que por mais que você corra, lute, batalhe não sairá da forma como quer ou espera.
Essas coisas não estavam previstas para acontecer.
"O mundo não conspirou ao seu favor!" Sim, foi isso, simplesmente isso.
Acreditar em um Destino, é muito duro, mas não chega nem perto do que poderia ser uma resignação.
Por Michelle Morelo.
Acreditar em um Destino é lutar por construí-lo e lembrar que as coisas dependem de você para que elas tenham a possibilidade de acontecer.
Mas caso não aconteçam...Aceitar e acreditar que há algo maior a ser traçado por si é a  melhor postura a se assumir.
É acreditar que no caminho haverá flores, mas também muitas pedras!
A partir daqui os objetivos são outros e uma coisa te conta são bem maiores.
A insensibilidade de alguns são apenas pólvara para mover o meu Mundo!
E minha linha e agulha recem começaram seu delicado trabalho de tecer a Vida!

Bom jantar!
P.S: Esperança!

sábado, 3 de novembro de 2012

Era uma vez...

O momento da sua chegada envolve ansiedade, paixão, vontades.
Mas, todo chegada sua corresponde a um Tchau.
No começo era como um Até Logo...
.
Estava sentada em uma mureta rindo com meus amigos. O esquema estava feito: quem cada um ficaria. Mas você chegou. Meu mundo parou quando te vi. Senti que você era diferente. Seu jeito me cativou. Eu simplesmente sorri.
E daquele momento em diante eu quis você.
E quando você me beijou e deitou no meu colo, e enquanto conversavamos e riamos...
Eu tinha certeza que era você que eu queria.
Seus dias estavam contados, você não pertencia mais ao meu mundo. Tinhamos hora e tempo cronometrado por uma ampulheta. A conquista, os desejos, o momento. Estar entre seus abraços foi estar na eternidade.
.
O tempo se passou e o gostinho de quero mais ficou.
E eu fui atras das vontades, do carinho, dos abraços,
Fui uma e mais uma vez.
E nos vimos, e nos reencontramos, e nos despedimos.
E meu coração ficou confuso nessas idas e vindas.
.
Ontem, ao ver seu carro perdi o ar. O sorriso estendeu-se de orelha a orelha. O coração palpitou.
Me olhei pela última vez no espelho. Sai em sua direção, respirei fundo e abri a porta do carro.
"Como é bom estar ao seu lado!"pensei.
E fomos conversando e rindo. E a noite se tornou adorável.
E eu sabia mais uma vez, a cada segundo que eu te olhava, me sentia segura com você!
A noite foi caindo os minutos passando e eu queria prolongar cada miléssimo de segundo, mas o tempo atravessava meu coração como uma lança.
E as palavras já não mais saiam...minha voz não era mais a mesma, estava sufocada, impedida de dizer o quanto eu te queria comigo.
.
Ontem, seu carro parou novamente em frente da minha janela. E ao descer percebi que nosso Tchau dessa vez foi sinônimo de Adeus! Mas a história ainda não teve um fim!

Boa tarde!
P.S: Medo!

sexta-feira, 2 de novembro de 2012

Akai Ito!

Uma lenda chinesa chamada Akai Ito (a linha vermelha do destino) diz que as pessoas estão interligadas por um fio invisivel...
"Um fio invisível conecta os que estão destinados a conhecer-se
Independentemente do tempo, lugar ou circunstância
O fio pode esticar ou emaranhar-se
mas nunca irá partir."



A partir dessa lenda penso que as pessoa que cruzam nossas vidas tem algum motivo, objetivo e sentido.
Ninguem está aqui sem uma questão, um fundamento.
O que cada um de nós faz ou fala tem uma consequencia em nivel variável, mas sempre há uma consequencia para além de si.
Estamos interligados de alguma forma, como um efeito borboleta.

O mundo dá suas voltas e o tempo passa, e algumas pessoas nunca voltam, nunca reaparecem.
Me soa como "ela já teve a sua dose de contribuição para sua vida."
E não é mesmo que teve?!

E aquelas pessoas que você cruzava com ela a vida toda, mas apenas naquele momento especial ela surgiu definitivamente para fazer sentido ao seu mundo. 
Engraçado, não, como essas coinscidencias são nada mais que o destino agindo sobre você.
E esse engraçadinho vive me indicando sinais e me pregando peças, é tão bom aprender a decifrá-lo.

P.S: Ansiedade

terça-feira, 30 de outubro de 2012

Os desafios da solidão

Suas escolhas te trouxeram até aqui: um quarto vazio, uma música triste, um vinho barato e solitária. O telefone não toca, ninguem liga para saber como está. Faz algum tempo que não recebe uma mensagem de "Durma com os anjos!" Sentada frente ao computador vê seus amigos e conhecidos construindo familias: casando, tendo filhos, namorando. E vê que suas escolhas lhe trouxeram até aqui: Até a solidão.
Os garotos que você gostava e tinham todos a sua disposição, possuem outra vida, outro alguém. É dificil reconhecer: "Mas você foi trocada (...) mais uma vez, e mais uma vez (...)!"
Pensar "O que fiz de errado?" parece soar como um mundo de defesas, medos, distanciamentos, barreiras e de querer ser livre.
Liberdade que lhe possibilitou ter asas para ter quem quiser sem se prender. Não se prendeu. E suas escolhas lhe trouxeram até aqui: uma vida só.
Seus vinte e poucos anos já aparentam em seu rosto, em seu corpo, em seu jeito. O sorriso não é mais o mesmo, perdeu a doçura, perdeu o carisma, está fria, seca e durona. Para alguns se tornou "careta"!
Você preferiu amar os estudos, se dedicar aos livros, construir uma carreira.
Você preferiu correr atrás do sucesso, viver os seus próprios sonhos e agora suas escolhas te trouxeram até aqui: você não imagina seu futuro com outra pessoa.
Seu futuro é solitário, repleto de desejos e sonhos para ter liberdade, para se sentir livre, para viver o que você sempre sonhou, sozinha.
Suas viagens tão planejadas só há você e sua máquina.
Seu projeto arquitetonico de casa só tem o seu quarto desenhado.
Como parece ser sofrido para você, vejo suas lágrimas, mas suas escolhas te trouxeram até aqui: a amar somente a si.
E amando somente a si você esqueceu de ensinar o outro a te amar. E com medo de ser só você esqueceu de se valorizar e tudo passou, e todos passaram, e ninguem ficou...
Ninguem ficou para te dar um abraço agora, ou dizer que "tudo ficará bem".
Você é o seu conforto, mas não há mais forças para tentar se proteger!
Hoje vejo você se derramando em dor, em lágrimas em pedidos de ajuda, de atenção, sem ser ouvida!
Hoje vejo em seus olhos uma mulher tão nova e arrependida..."Se eu tivesse feito outras escolhas, se eu tivesse sonhado menos, se eu tivesse aproveitado mais."
Mais ainda se é jovem, são apenas vinte e poucos anos.
Ainda se há tempo para dizer que ama, para se permitir a amar, para deixar ser amada, para lutar e correr atrás de alguém, não apenas de seus sonhos, é possivel se fazer planos com outro alguém.
.
E você me diz "Quem foi que disse que o dificil é amar e ter alguem?!" E eu digo "Você é a prova de que escolher a solidão é viver uma ilusão entre o medo e a liberdade em que a dor é maior, pois não se tem o que ganhar e nem o que perder, somente o sofrer de uma vida só!"
.
E suas escolhas te trouxeram até aqui: Ainda há tempo de colocar outra taça de vinho à mesa!

Boa noite!
P.S: Carente!


segunda-feira, 22 de outubro de 2012

Mas eu só...

...Queria que você estivesse aqui, pra me dar um abraço, um suporte, um carinho e me dizer que não estou só!
P.S: Dor!

sábado, 20 de outubro de 2012

O momento da espera: Carona

E sabe quando você se apronta que nem uma louca para poder ir pra balada?
Acha que está atrasada para a carona te buscar e que o mundo vai acabar se não estiver pronta em meia hora?
Então, você se arruma, se maquei, ajeita o cabelo, para ficar mais tempo esprando a carona do que na balada.
É a vida!
Mih por Michelle Morelo.
Enquanto isso atualizou o blog com algo sem conteúdo e brinco de tirar foto!

Hoje a Sexta promete!
P.S: Paciência!

terça-feira, 9 de outubro de 2012

Quando a esmola é muita...

E não adianta vir com pressão para cima de mim.
E nem com argumentos perfeitos sem pontos negativos.
.
Pense bem na seguinte situação:
-Alguém chega lhe vendendo o melhor produto do mundo. Cheio de benefícios sem pontos que desabonem a oferta. É algo imperdível e único e você tem somente aquele instante para decidir.
"Compre hoje e você leva esse lindo produto sem utilidade alguma!"
-Agora lembre daquela roupa, bolsa, sapato...que você adorou quando viu e que a vendedora lhe fez a oferta irresistível  para você logo levar e pressionou falando que era a última peça. Você compra, leva e na loja mais a frente você vê o mesmo produto pela metade do preço.
-Então, agora volte a outras situações de sua vida e veja que a grande parte das suas decisões tomadas por impulso foram frustrantes, decepcionantes ou imaturas.
.
Sinto-lhe dizer mas é isso que acontece quando o produto não é muito bom, a pressão faz parte do negocio, é tudo "jogada de marketing". Ter tempo para pensar a respeito, relacionar os prós e os contras é uma tarefa dificil, principalmente quando envolve outras pessoas e muitas vezes não se há esse tempo para discutir e formular conceitos sobre algo.
.
Imagem da Rede.
Agora pare e pense quando fazem esse tipo de barganha com a sua formação acadêmica, vendem propostas tentadoras que facilitam a vida dos departamentos e reitorias e formam estudantes sem competencias e habilidades técnicas necessárias para a carreira profissional. E sabe o que é pior, a gente COMPRA!
Ah só mais uma coisinha: sabe o que está em extinção?? A NOSSA EDUCAÇÃO!

P.S:Mentira!

sexta-feira, 5 de outubro de 2012

Puzzle

Hoje juntei peças de um quebra-cabeça.
Parecia fácil montá-lo, 
mas depois de meses percebi que a imagem que eu buscava estava errada e,
 por isso, sobrava tantas peças.
Hoje está pronto, completado, finalizado.
A imagem não era o que eu esperava, nem tão pouco a desejada.
Mas gostei do que vi: era uma imagem sincera de uma paixão fracassada.
Aprender a colocar as peças no lugar é realmente algo fundamental.
Afinal, chega uma hora que você tem que desfazer tudo para Recomeçar!
So, Let's Go!

P.S: Desafio

 

terça-feira, 2 de outubro de 2012

Inv(f)erno

Lá fora a chuva cai, grossas gotas fazem melodia nas poças d'agua. 
O vento sopra as cortinas, num uivo intimidador. 
A temperatura cai bruscramente. Sinto frio. 
Uma camiseta achada ao acaso no guarda roupa veste a parte superior. 
Já as pernas um cobertor qualquer. Me aqueço. 
Mas o coração, AH O CORAÇÃO! 
Este sinto a congelar.
Neva em minhas veias. 
Cubos de gelo passeiam livremente por caminhos estreitos e tortuosos 
causando pequenas sensações de calafrios.
Suspiros infinitos em tentativas de conter esse clima que se espalha rapidamente.
Em vão. 
Pensamentos mil, devaneios.
Petrifica-se os desejos.
Hiberna-se o AMOR.
Para que em algum verão venha a se aquecer.
Pegar fogo e arder de paixão!

P.S: Esperança!

sexta-feira, 28 de setembro de 2012

Tão louca, assim como eu!

Por Michelle Morelo
Este é o meu reflexo no espelho: pele morena marcada de sol, olhos negros, cabelo crescendo abaixo do ombro, sem corte e bagunçado, falta-me um brinco na orelha (perdi mais um par). Unhas mal feitas, corpo com uns quilinhos a mais, short justo demarcando as coxas. Pés descalços. Sorriso aberto com algumas marcas de expressão (talvez, seja o tempo chegando vagarosamente).
O meu reflexo reflete como eu me vejo.
Reflete uma garota animada por ser sexta-feira. Cansada pela semana de trabalho. Preocupada por suas escolhas.
E se eu me olhar mais a fundo verei uma garota esperançosa, uma esperança pelos dias que virão. Ansiosa pelos momentos que lentamente surgem a cada nascer do sol.
E se eu for mais fundo até onde os olhos não podem enxergar, os ouvidos não podem ouvir e a boca não pode falar, de quem é esse reflexo parado imóvel em frente ao espelho?
Seria engraçado, mas imaginei alguem parando ao meu lado, alguem que me desconhece e que responderia de quem ser esse reflexo. Muitas respostas poderiam surgir.
Milhares de respostas retrariam uma única pessoa.
As aparencias enganam e disfarçam o que se realmente é.
Ninguém irá olhar para mim assim como o outro olha, e nem como eu me olho.
Cada um terá sua imagem representada sobre o que se vê.
Por isso, ignoro o que os outros acreditam sobre mim: pois sou retrato estampado da minha própria imagem, indecifrada e codificada numa linguagem não explorada, nem mesmo por mim!
E por fim, caso me digam que sou uma louca, que eu seja tão louca, assim como eu!


P.S: Loucuras!

quinta-feira, 27 de setembro de 2012

Uma Carta ao Moço de Armadura

São 21:17 em Cuiabá-MT, do dia 27 de setembro de 2012.

Na mesa um vinho Santa Helena, só para lembrar o seu gosto antes de dormir.
Na cama, alguns livros desarrumados para estudar, afinal, acabou-se o que era doce.
O incenso faz cheirar o ambiente: cravo e canela.
E na minha cabeça, letras e letras de coisas não ditas.
Dizem que coisas não ditas podem engasgar, dar nó e sufocar!
Se eu segurar as palavras elas podem sair como um vômito! Ou pior como espada afiada!

Algumas pessoas colocam limites nas relações que criam [...]
"Limita-se as diversas possibilidades do viver!"

Mas quem decretou que se teria um limite a ultrapassar naquela manhã de segunda em que ficamos horas conversando na cama?
E onde está a lei que diz que há limites no gostar?
E que se pode medir o gostar em uma escala comparativa?
E faz sentido não ter afeto, ser frio e indiferente quando se gosta, ou é medo?
E se o encaixe der certo isso é motivo para temer?
Por que algumas pessoas não se permitem a simplesmente viver e pagar para ver? (no meu caso pago Heinekens)

A maioria das pessoas não gostam de serem questionadas [...] 
Mas penso que para cada ponto de interrogação deveria haver um ponto final e uma brecha para as reticências [...]
Reticências é um símbolo mágico, três pontinhos que como Mario Quintana disse: "São os três primeiros passos do pensamento que continua por conta própria o seu caminho."

Mas agora, não há perguntas, nem ponto final [...]

O moço da armadura de Pégasus me conquistou e fez valer cada segundo.
Assim como veio se foi!
Só restaram reticências [...]

São 21:35 ao som de Ana Cañas: "Procuro a solidão como ar procura chão..."
-
-
P.S: Dúvida.

sábado, 12 de maio de 2012

Mais um ano de vida

Datas, rituais de passagens, coisas que foram criadas para se comemorar algo.
Hoje a sociedade comemora meu aniversário. Meu nascimento e vida.

Mensagens em redes sociais são publicadas.
O celular toca sem parar: "bom saber que existem pessoas que lembram de mim."
Familiares do outro lado do mundo resolvem dar notícias.
Mensagens em minha caixa de entrada de pessoas que há séculos não converso.
E eu me questiono...por que só lembrou de mim no meu niver?
Os demais dias do ano não são relevantes, também?

E sabe aquela pessoa que você mais espera que lembre...
Sempre vai ser a única a não lembrar!
E eu fico no conflito, "poxa...mas até quem eu não falo se  lembrou de mim..."

Entretanto, você sabe que essa pessoa que tanto queria que ligasse
Pensa em você todos os dias
Te manda mensagens e recados de bom dia
e nos 364 demais dias do ano está ao seu lado.

Então, para que dar importancia para uma única data?!
Se querer o bem do outro é algo a se fazer por toda a vida?!

Não minta.
Você gostaria que ele estivesse aqui.
"É, o abraço dele seria o melhor e mais verdadeiro."
E por que, logo ele, não veio me acolher e me sequestrar desse inferno astral??!!
Talvez ele saiba que eu mereço passar por tudo isso, rs.

Feliz aniversário!
P.S: falsidade!


sexta-feira, 11 de maio de 2012

Uma estranha no ninho

Você já sentiu que não pertencia ao lugar em que estava?
Você já percebeu que tudo ao redor não lhe agradava?
Você já reparou que as pessoas não lhe traziam mais alegrias?
Você já se deparou que as coisas que fazia não combinavam mais com você?

Algumas pessoas passam mudanças tão intensas que o mundo que ela pertence deixa de ser seu mundo.
Passa a ser um mundo do outro, na qual ela é só coadjuvante.
E se não há um movimento voluntário e consciente de que quer seguir seu rumo
Essas pessoas se estagnam, paralizam, cristalizam, mumificam-se vivas!

Procurar o seu mundo, sua tribo, seu lugar, é fundamental para constituir-se em quem se é!
Eu sou o que vivo, o que sinto, o que faço.
Isso me constroi como alguém importante e único!
Mas, eu sinto, que meu lugar não é mais aqui...
Em alguma outra cidade qualquer...
Fui criada para ver o mundo...
Em breve será hora de partir,
Afinal, um momento temos que transformar os sonhos em realidade.


Uma simples sexta-feira!
P.S: transformação!

segunda-feira, 7 de maio de 2012

Tenho que concordar não existe amor em SP

São 8 e pouquinho da manhã. Saio para cumprir meus compromissos nesta cidade.
Ao descer do prédio e atravessar a rua vejo uma pessoa vindo em minha direção:
-Vestia uma roupa que não parecia ter sido comprada para o seu tamanho, não era da cor que queria, nem do tecido mais confortável, mas aceitou usar, está frio. Caminhava a passos lentos como se não houvesse caminho certo a seguir. Empurrrava um carrinho de supermercado contendo algumas sacolas resultados de intensas buscas nos lixos domésticos. Carregava os restos de alimento, de roupas e das almas.

Ao imaginar este momento, penso que não estamos muito longe da ficção descrita no livro A Estada, de Cormac Mccarthy. Com uma diferença bem marcante: Não precisou o mundo acabar para pessoas vagarem sem rumo em busca da sobrevivência.

Mas a frente encontro um cruzamento, pessoas atravessando correndo, carros voando sobre as pessoas, respeito esquecido.
Não demoro muito chego ao metrô: Frio, escuro, ausente de alegrias e com uma multidão a minha espera. Pessoas, correm, atravessam, descem e sobem escadas, são seres impacientes e inconstantes.

Uma senhora desce as escadas, ela tem dificuldade de andar, outra senhora carrega as muletas, e a invisibilidade camufla o sofrimento de ambas.
Pessoas trombam, tropeçam, derrubam coisas e se esquecem das palavrinhas mágicas que são tão simples e essenciais: Obrigado, Com Licença e Por Favor.
O metrô chega: ATROPELAM-SE corpos, almas, desejos. Caem ao chão a dor de um coração.

Dentro do metrô total silêncio, todos os ouvidos estão atentos ao som da próxima estação; Todos os olhos estão atentos ao mapa das linhas, calculando qual seria a mais rápida e próxima de seu destino.
A ausência de sentidos ignora os senhores de idade que mal aguentam a dor dos pés e escondem o choro da criança que está sem se alimentar a dias.

Chego ao destino, mais correrias, catracas e multidões: a próxima meta pegar o Trem.
As coisas não se diferem do metrô, tudo igual, tudo idêntico, com exeção de dois jovens que conversam sobre as ultimas notícias:
-Você viu que teve mais uma morte no trem expresso?
-Não, o que aconteceu, suicidio de novo?
-Sim, uma moça brigou com o namorado e se jogou na frente, atrasou todo o percurso, eu vou chegar atrasada.

Falta de alegrias, de amor causam desapego a vida: SUICIDIOS!
Mas o importante não é a questão de se enxergar o invível, a questão está em olhar somente para o seu umbigo: "Eu estou atrasada".
Para que se importar com o outro quando o concreto não só tomou conta das ruas e avenidas como também dos corações?!

Tenho que concordar com o músico Criolo: Não existe amor em SP.

Péssima segunda-feira!
P.S: Indiferença



quarta-feira, 11 de abril de 2012

Meu estranho desconhecido

Eu sei seu nome e o de sua família.
Conheço suas dificuldades.
Sei tocar teus lábios.
Identifico seu corpo com o meu.
E mesmo assim és distante,
É constante e ausente, um conhecido desconhecido.

Eu sei seu nome, mas não o de sua família.
Conheço suas conquistas.
Sei te deixar bravo.
Identifico seu corpo pelo olhar.
E mesmo assim és um enigma,
É presente e distante, um estranho conhecido.

Eu sei o seu nome e o de sua família.
Conheço seu dia-a-dia.
Sei te fazer sorrir.
Identifico seu corpo nos meus sonhos.
E mesmo assim és presente,
É distante e ausente, um estranho desconhecido.
Que habita os meus sonhos e que me queima de saudade.
Esse mistério faz criar fogo e fantasia.
Causa angustia e magia.
Trás quem está mais longe para acalmar a solidão.

sexta-feira, 6 de abril de 2012

Em outras palavras: egoismo.

E começo a pensar que algumas pessoas são secas por dentro, como árvores mortas.
Pessoas sem sentimentos, sem sensibilidade.
Tento procurar inúmeras definições para identificar o que estas pessoas são.
No meio do dicionário, não há, e nem haverá, palavra com melhor significado, para este tipo que vos digo: EGOISTAS!
De acordo com o nosso querido Aurélio: Egoísmo é o amor excessivo ao bem próprio, sem consideração aos interesses alheios.
 
Amor? Será mesmo tanto amor por si?
Ou será simplesmente um gesto de ausência para com o outro e para consigo, também?
Pois, não há maior mal a estas pessoas que seu próprio egoismo, que as matam aos poucos...
Somos todos filhos do egoismo, mas isso não quer dizer que tenhamos que ser como ele!

Uma sexta-feira santa cheia de paz!

P.S: Previsibilidade!

domingo, 25 de março de 2012

A arte de fotografar

E o melhor da vida é fazer aquilo que se ama, transformando seu dia tedioso em algo prazeroso.
Passar as tardes na companhia de uma máquina fotografica é uma experiencia fantástica. Mágica!
Minhas primeiras brincadeiras começam a surgir.

By Mih. Morelo

Boa diversão!
P.S: Paixão.

sábado, 24 de março de 2012

Entregue-se

Quantas sensações em uma única pessoa.

Culpa e prazer;
Dor e alegria;
Carinho e desapego;
Amor e Ódio.
E amanhece...
Milhares de questões...
Mas uma certeza:
"De hoje em diante, entregarei-me ao que me faz sentir, e nada mais!"
E se for preciso sofrer, e se for preciso chorar ou mesmo me calar.
Eu o farei, mas de hoje em dia só me permitirei a aquilo que me faz sentir.


Um lindo dia!
P.S: Culpa

sexta-feira, 23 de março de 2012

Aiii que complicado!

Algumas coisas estão diferentes outras permanecem intactas.
Um sentimento distante mas ao mesmo tempo constante.
Não sei o que você fez comigo...
Não sei mais o que fiz por você...

E nesse instante o celular me olha
e diz como que inocentemente: "ligue"!
Mas a razão repudia:
"Se ame pelo menos dessa vez"!





 Ótima balada!

P.S: Indecisão

quinta-feira, 22 de março de 2012

Num novelo só

Não sei ao certo: onde estou e para onde vou.
Me confundo, me entrelaço, me embaraço ao te ver.
Nesse sorriso me faz tão perto
Que eu penso que quero só você.



Boa quinta de samba!
P.S: Simplicidade!

domingo, 18 de março de 2012

Fazer da ausência presença

Só leia após apertarPlay!
Hoje.
Somente por hoje!
Não mais por muito.
Quem sabe...
Um pouco mais,
Dois dias ou três...
Talvez uma semana.
E já basta!
Sim BASTA!!!
Minha saudade já estará tamanha.
Não sei controlar meus instintos.
Não sei sentir a falta do seu ar quente quando me abraça.
E isso é tão bonito!
Não sei ficar sem seu cobertor.
Não sei...
Não aprendi a ser distante.
Que estranho, afinal,
Nada mais é que pura atração.
Será mesmo??
Mesmo que agora eu queira estar ao seu lado.
Eu resistirei.
Serei forte,
Distante,
AUSENTE.
Mas tenho medo!
E vontade de gritar...
Se minha ausencia for conveniente,
Se não lembrar de mim,
Se não sentir falta?!
O que faço????
E como serão as minhas semanas sem seu sorriso?
Mesmo assim serei ausente.
Quero experimentar, tentar.
E se minha ausencia não for presença.
Me desculpe...
Mas, algumas coisas cansam.
Outras coisas machucam.
Algumas doem demais.
Então, o que eu faço????
Se tudo é tão bonito?
Sim, mesmo assim eu vou dizer: BASTA!
Por mais que minha vontade seja sussurrar
 Eu Te Amo!


Bom domingão,
P.S: Esperança.

quarta-feira, 14 de março de 2012

A ignorância alheia me incomoda.

"Quem não se movimenta  não sente as correntes que os prendem" (Rosa Luxemburgo)

Talvez eu tenha trocado minha ferradura hoje, estou estilo Tolerância Zero.
Entretanto, não teve algo mais irritante que comentários superficiais sobre problemáticas tão profundas.
Que tipo de cidadãos somos? Individualismo de idéias e comportamentos e Coletivismo no uso e consumo?
Nossa sociedade está criando pessoas sem sentimentos, sem compaixão, sem olhar ao próximo?
Sim, está, e ela está fazendo o seu papel muito bem.
Se ausentar de discussões, focar no próprio umbico, criticar a postura construtivista do outro, chega a ser inaceitável.
E nesse turbilhão de pensamentos, penso em mais um talvez: "Talvez por isso eu queira ser professora". Construir consciencia aonde só há alienação.
Construir Criticidade aonde só há senso comum.
Construir pessoas que possam construir um mundo real, longe deste que vivemos, pois este é baseado na construção de uma imagem ilusória!
SIMM! Estão lhe fazendo propaganda enganosa!

Será que desenvolver uma consciencia coletiva necessita de muitos e muitos anos de trabalho, de empenho e dedicação?! Se sim, estou disposta!

Fecho meus pensamentos transcritos com uma frase que não sei de quem é, entretanto seu conteúdo é de uma enorme riqueza: "O homem que compreende a sua ignorância deu o primeiro passo para o conhecimento."
Enquanto não compreendemos viveremos mergulhados na imensa escuridão da ignorância, que Saramago já denominava belíssimamente de cegueira.

Bom sonhos!

P.S: Incomodo!

domingo, 11 de março de 2012

Momentos e mais momentos

Há alguns momentos que a angustia e as dúvidas lhe perseguem como fantasmas.
Há alguns momentos que a necessidade de alguem do seu lado para te apoiar surge como um grito.
Há alguns momentos que a  vontade de fugir se esconder é mais forte que o desejo de viver.
Há alguns momentos que o carinho e o toque se tornam mais importante que um beijo.
Há alguns momentos que o olhar encontra o sorriso com mais dificuldade.
Há alguns momentos que as lágrimas não precisam serem secadas mas  derramadas em algum ombro.
Tantos são os momentos que registram o que é sentir o mundo desabando.
Poucas são as pessoas que estendem a mão para segurá-lo.
E enquanto a sua mente permanece em turbilhão, você ouve: "Eu estarei ao seu lado!"
E aquele medo que vinha devagar se disolvia e o desejo de sonhar restaura devagar a tranquilidade.

Bom final do fim de semana!
P.S: Medo.

sábado, 10 de março de 2012

Viagem no tempo e espaço



Qual equipamento seria melhor: uma máquina do tempo ou uma máquina de teletransporte?

Tantos filmes já trabalharam com esta temática de deslocamento espaço temporal, um desejo humano ainda não concretizado pela ciência:
  1. O filme de volta para o futuro (trilogia) - clássico da década de 80 que narra a experiência de um jovem em poder se locomover temporalmente por meio de uma máquina do tempo, ou melhor, um carro do tempo.
  2. A máquina do tempo - ficção na qual o personagem viaja cerca de 800 mil anos para o futuro e encontra a sociedade vivendo num contexto muito diferente.
  3. The prestige - filme de 2006 na qual o enredo envolve mistério, obsessão e uma máquina de teletransporte.
  4. A mosca - filme de ficção científica da década de 50, que envolve o teletransporte e a mutação genética.
  5. Star Wars - clássico dos clássicos que dispensa comentários!
Após essa breve introdução cinematográfica penso em qual seja esse desejo/vontade que faz de nós interessados em estar em um tempo e espaço diferente do que estamos agora.
Talvez seja uma vontade de prever um futuro, de alterar um passado ou simplismente quebrar as barreiras da solidão (estar na busca de alguem ou algo que o complete).

Esta semana quis estar alguns meses a frente para matar saudades, diminuir angústias e viver intensamente cada minuto daquele lugar, entretanto, quantas coisas deixaria de viver nesse intervalo? Quantas vivências e aprendizados seriam perdidos?
Caso um dia elas cheguem a serem desenvolvidas penso que muitos sentimentos serão perdidos!
Você não terá mais saudade de quem já se foi e nem ansiedade pela espera de alguém.
Você não viverá mais paixões impossíveis muito menos amores platônicos.
Você não ficará mais curiosos e o mistério perderá a graça.
Você não sentirá mais...você viverá menos...você deixará de ser o que simplesmente se é.

E aquela minha vontade se foi, pelo simples prazer de poder matar as saudades que eu sinto, de poder imaginar como será e por viver o agora como uma construção do meu Eu.

Ótimo almoço de sábado!
P.S: Paciência

sábado, 3 de março de 2012

Serei eu séria?!

Depois de um tempo você começa a ter vontade de querer ser levada a  sério.
E mais do que isso, você começa a ter vontade de levar as outras pessoas a sério.
Muitos vão dizer: "a idade está chegando", "é o peso da responsabilidade", "tá na hora de parar de viver de brincadeira"...
Mas, isso não tem nada a ver com nada compreensível ao coração humano, que mesmo sendo de pedra sangra.

Ser levada e levar as pessoas a sério está relacionada a necessidade de se fazer presente, importante e necessário.
É acreditar em possíveis verdade, desacreditar nas falsas mentiras.
Buscar respostas para questões da mente e não formular perguntas para questões do coração.
Procurar um ombro que apoie, alguém que acolhe e aqueça.
Desejar ser braços que envolvam e olhar que compreenda.

E eu me pergunto: "E se eu estiver finalmente disposta?"
Minha consciencia responde: -Você sabe muito bem que será ilusão.
Mas meu coração mesmo sufocado pela razão responde: "Você só vai saber se tentar!"

Todo mundo tem a sua primeira vez para levar as coisas a sério, mesmo sabendo que a frustração é inevitável, o que dá graça a vida é o mistério e a busca pelo desconhecido.

Bom sabadão!
P.S: Seriedade.

sexta-feira, 2 de março de 2012

Sem muito a falar e disposta a ouvir.


Suas palavras foram ditas na mais pura inocência e cada verso, vírgula e ponto foram capturados como num bote. 
A cada dia me supreendo e me decepiciono. 
São passos dados de mansinho nessa subida que leva tempo e que necessita de resistência.
Não o quero por tanto tempo e nem afastá-lo por muito mais.
Te quero na medida exata dos nossos desejos!
No ponto entre a saudade e o apego.
E nossos olhares quando se cruzam dispensam as perguntas.
Um equilibrio perfeito que nos leva ao céu.
Inconstante, explosivo e necessário.
Já não irei mais buscar sentido no inexplicável.

Bom final de senama!
P.S:  Expontaniedade

quinta-feira, 1 de março de 2012

Um pouco só.

E eu só queria poder te ver assim só sorriso;
E eu só queria te ter assim só desejos;
E eu só queria poder te sentir assim só carinhos;
E eu só queria poder te ouvir assim em silêncio!









Boa chuva!
P.S: Ansiedade

terça-feira, 28 de fevereiro de 2012

Propósitos e Acasos


É estranho procurar sentido nos caminhos desta vida.
Penso que haja propósito para tudo.
É necessário haver razões entre as vidas que nos cruzam.
Cada pessoa traz uma essência diferente,
Um aprendizado, uma história, um sentimento.
E você me traz o seu sorriso sincero e seu olhar caloroso.
Você me traz seus braços envolventes e seu carinho especial.
Há um propósito para estarmos tão perto e ao mesmo tempo tão longe.
Deve haver algo que explique e que dê sentido,
Não entendo mais porque minhas escolhas sempre me levam até você.
Não entendo os motivos dos meus olhos sempre encontrarem os seus.
Não entendo o porquê, por mais que eu perca meu rumo é nos seus beijos que eu permaneço.

sexta-feira, 24 de fevereiro de 2012

Novos caminhos!


E daqui pra frente...
O seu abraço não será mais pra mim um sinal de alegria
Deitar ao seu lado não significará mais um bom momento
As brincadeiras, as piadinhas, os cutucões não vão mais lhe roubar um sorriso
O prazer se transformará em desprazer
E as desconfianças deixarão de ser falsas verdades
As conversas sobre a vida não vão ser mais importantes
Os momentos de solidão não serão mais salvos pela paixão
As quatro paredes deixarão de ser nosso segredo
Os dias da semana não mais valerão pela espera do domingo
E os momentos de entrega não me farão mais sentir...
Vou sentir sua falta não por aquilo que realmente é
Mas por aquilo que se demonstrou ser pra mim.

Boa sexta!
P.S: Confusão

quarta-feira, 22 de fevereiro de 2012

Todo carnaval tem seu fim!

Todo carnaval tem seu fim!
Hoje quarta-feira de cinzas, levantei cedo com o clima adorável.
Vontade de continuar deitado e perdida nos meus sonhos era o que não me faltava.
Mas, o dever me chamava, afinal, alguém tem que trabalhar para pagar minhas contas.
Ao chegar, começo a verificar as novidades da internet:
  • Namoros acabados pós carnaval;
  • Namoros reatados pós carnaval;
  • Pessoas postando sua devoção divina; 
  • Gente com ressaca moral; 
  •  Desesperados por exames negativos;
  • Muito luto, muito chora,  muita vela;
  • Os loucamente aparecidos divulgando suas fotos vergonhosas;
  • Os “Ex” que levaram pé na bunda divulgando sua melhor condição; 
  • Empresas de água sendo privatizadas ilegalmente;
  • Escolas de samba formadas por gangues;
·         E por ai vai...
E no meio disso tudo, fico eu, cansada desse papo de “feriados festivos”, pseudo nome para “dias sem leis”, rindo muito da situação alheia, afinal como já dizia Los Hermanos:
“Todo carnaval tem seu fim!”
E ano que vem tem tudo de novo, eu vou deixar você brincar de ser feliz...
Só que este ano é ano eleitoral e você vai novamente pintar seu nariz!

Boa noite chuvosa!

P.S: Ironia

segunda-feira, 20 de fevereiro de 2012

Um pouco de Carne e mais um pouco de Carnaval!

Estava pensando: “preciso atualizar meu blog, o que escrever?”...
Eis que recebo uma ligação e esta me dá uma belíssima temática!
Claro, o Carnaval!
Data curiosíssima.
As pessoas se desfazem de suas regras, valores e pudores.
Homens machistas se fantasiam de lindas princesas.
Mulheres santas aproveitam para se despir de seus...Melhor nem falar.
E assim o Brasil vive uma semana na mais pura adrenalina:
-Alguns perdem a vida, outros dão a vida!
E nesse vai e vem...tenho cada vez mais certeza que a consciência é algo abandonado...Uma consciência quase que em extinção!
Mas além da consciência, os sentimentos são deixados em qualquer meio fio de avenida carnavalesca, uma data destinada a fuga para ser o que se é, ou para esquecer o que se foi!
Os amores, as paixões antigas são abandonadas por prazeres momentâneos que podem ou não lhe satisfazer.
As máscaras caem ou assumem uma face desconhecida até mesmo para o espelho.
Nesse carnaval, que se encaminha ao fim, eu só desejaria que os corações fossem inflados de carinho, respeito e o mais importante que se permitam sentir!
E todo mundo poderia dormir feliz ao receber uma ligação inesperada ou uma mensagem de alguem que em meio a festa e as bebidas lembra de você e te quer bem!

Um ótimo Carnaval!
P.S: Animação.

sexta-feira, 10 de fevereiro de 2012

Paixão de verão não sobe morro

E eu te conheci meio sem saber...
Te olhei de longe, seu sorriso me chamou a atenção.
Quis investir, chegar perto, jogar charme...
Conquistar um beijo doce, calmo e leve.
Algo me diria que ali eu me sentiria diferente.
Fui me aproximando aos poucos sem saber...
E de repente seus abraços me dominaram
Me envolveu com um doce suspiro.
E o carinho, o toque, que a tempos não sentia.
Querer-te perto foi o que eu busquei.
Uma briga contra o tempo...
Poucos momentos ao se lado.
Que valeram cada segundo dessa magia.
Minhas escolhas foram tão importantes quanto as suas.
E valorizar o aqui e o agora foi vivenciar essa louca paixão de verão.

P.S: Loucura

terça-feira, 31 de janeiro de 2012

Me afogo em lágrimas




Hoje algumas lágrimas escorreram por este rosto suado e cansado.
Meus olhos negros se tornam oceano.
Alguns pensamentos turbilhoam  a mente, alguns naufrágios.
Durante alguns minutos pensei que a gente poderia respirar.
ILUSÃO!
-Seu jeito inconstante já é tão previsível, como a tempestade que se aproxima mais forte 
e destrói tudo que vê.
Minhas lágrimas escorrem num ritmo mais acelerado, inundam minha pele morena.
Me afogo em lágrimas.
Querer que me puxe para cima e que retome os sopros do meu pulmão, não é pedir muito!
E por isso o sofrimento nesse instante é gigantesco, esperava que você nos salvasse.
Nesses últimos instantes de vida, antes do suspiro final eu só peço que pronuncie: Me Desculpe!
-Como se estivesse para sempre acorrentado nas profundezas do Eu Te Amo.   
E estarei mergulhada em belas águas, para todo o sempre.

Boa semana!

P.S: Tristeza

segunda-feira, 30 de janeiro de 2012

Um pouco de Neruda...


Pablo Neruda-III

Para meu coração basta teu peito
para tua liberdade bastam minhas asas.
Desde minha boca chegará até o céu
o que estava dormindo sobre tua alma.

E em ti a ilusão de cada dia.
Chegas como o sereno às corolas.
Escavas o horizonte com tua ausência
Eternamente em fuga como a onda.

Eu disse que cantavas no vento
como os pinheiros e como os hastes.
Como eles és alta e taciturna.
e intristeces prontamente, como uma viagem.

Acolhedora como um velho caminho.
Te povoa ecos e vozes nostálgicas.
eu despertei e as vezes emigram e fogem
pássaros que dormiam em tua alma.

In Vinte poemas de amor e uma canção desesperada.

P.S: Desapego

domingo, 29 de janeiro de 2012

Desejos sinceros!

Finalzinho de domingo bateu uma nostalgia de coisas que ainda não vivi.
Deu uma leve saudade de momentos que nunca voltarão.
Tive vontades que eu sei que não mais as terei.
Um suspiro doce, leve, pensativo.
Meus olhos se fecham e eu posso te tocar.
Como é bom sonhar: Podemos vivenciar as impossibilidades.
Queria poder te ter mais uma vez aqui,
Com esse sorriso que me toca a alma.
Queria ouvir sua voz tão incomum,
Me alertando dos meus conceitos e das minhas contradições.

Bom sonhos!
P.S:Sinceridade


terça-feira, 24 de janeiro de 2012

Pessoas Especiais


Nessa tarde sem fazer nada...pensei é tá na hora de atualizar meu blog...
Enquanto pensava em um tema, nada veio a mente. Ou melhor tantas coisas vieram a mente, tem tanta coisa acontecendo nesse Brasil, tanto absurdo, tanta confusão, tanto político sem vergonha...
Mas antes que o sentimento de raiva viesse a tona, pensei...
Tanta coisa ruim já é noticiada, tanta coisa triste já está estampada, por que não nesse momento falar sobre detalhes abandonados pelas pessoas, por que não falar de sentimentos difíceis de decifrar e mesmo difíceis de se manifestar?
Se as noticias só reproduzirem a raiva penso longe não iremos, precisamos de indignação. Contudo, para que as noticias produzam indignação precisamos despertar outros sentimentos o de amor ao próximo, a compaixão e o respeito.
Só que mesmo considerando a importância desse assunto, no momento quero falar de algo mais delicado.
Quero falar das pessoas especiais: aquelas que fazem você se sentir diferente, aquelas que despertam a vontade de viver e lhe dá sentido, nem que seja por poucos segundos.
Essas pessoas especiais podem estar em qualquer lugar e não importa o tempo que se passe ao lado dela: Por mais que sejam segundos, você foi feliz.
Você pode encontrar essas pessoas no ponto de ônibus, em um cruzamento, no elevador, em uma festa entre amigos. Por mais que não troquem palavras, um único olhar já lhe faz sorrir, já radia paz, esvazia a mente e você pensa: eu fui feliz!
Quantos detalhes, quantos gestos, quantas pessoas...
Tenho encontrado muitos desses seres por onde eu ando e isso me desperta.
Esse final de semana encontrei uma dessas pessoas. Um ser bem curioso por sinal: alegre, discreto e tímido. Pouco sei sobre esse misterioso indivíduo que me despertou um sorriso doce, um carinho diferente e uma vontade de estar perto.
Eu gostaria que o tempo ao seu lado de algumas dessas pessoas que passam correndo por nossas vidas fosse um pouco mais duradouro, queria ter em meu rosto esse sorriso puro e meigo por mais tempo.
Eu gostaria eternizar a felicidade, e simplesmente seguir em silencio ao lado de pessoas que, por mais que eu não saiba quem sejam, conseguem me tranqüilizar com o olhar.
E mais do que querer isso para mim eu quero ser alguém que reproduza a paz. 
Que meu toque, meu beijo, meu abraço, meu olhar seja reprodutor das palavras mais doces que o silêncio não é capaz de pronunciar e que você fique ao meu lado pelo eterno tempo da felicidade.

Bom fim de tarde!

P.S: Curiosidade