domingo, 25 de março de 2012

A arte de fotografar

E o melhor da vida é fazer aquilo que se ama, transformando seu dia tedioso em algo prazeroso.
Passar as tardes na companhia de uma máquina fotografica é uma experiencia fantástica. Mágica!
Minhas primeiras brincadeiras começam a surgir.

By Mih. Morelo

Boa diversão!
P.S: Paixão.

sábado, 24 de março de 2012

Entregue-se

Quantas sensações em uma única pessoa.

Culpa e prazer;
Dor e alegria;
Carinho e desapego;
Amor e Ódio.
E amanhece...
Milhares de questões...
Mas uma certeza:
"De hoje em diante, entregarei-me ao que me faz sentir, e nada mais!"
E se for preciso sofrer, e se for preciso chorar ou mesmo me calar.
Eu o farei, mas de hoje em dia só me permitirei a aquilo que me faz sentir.


Um lindo dia!
P.S: Culpa

sexta-feira, 23 de março de 2012

Aiii que complicado!

Algumas coisas estão diferentes outras permanecem intactas.
Um sentimento distante mas ao mesmo tempo constante.
Não sei o que você fez comigo...
Não sei mais o que fiz por você...

E nesse instante o celular me olha
e diz como que inocentemente: "ligue"!
Mas a razão repudia:
"Se ame pelo menos dessa vez"!





 Ótima balada!

P.S: Indecisão

quinta-feira, 22 de março de 2012

Num novelo só

Não sei ao certo: onde estou e para onde vou.
Me confundo, me entrelaço, me embaraço ao te ver.
Nesse sorriso me faz tão perto
Que eu penso que quero só você.



Boa quinta de samba!
P.S: Simplicidade!

domingo, 18 de março de 2012

Fazer da ausência presença

Só leia após apertarPlay!
Hoje.
Somente por hoje!
Não mais por muito.
Quem sabe...
Um pouco mais,
Dois dias ou três...
Talvez uma semana.
E já basta!
Sim BASTA!!!
Minha saudade já estará tamanha.
Não sei controlar meus instintos.
Não sei sentir a falta do seu ar quente quando me abraça.
E isso é tão bonito!
Não sei ficar sem seu cobertor.
Não sei...
Não aprendi a ser distante.
Que estranho, afinal,
Nada mais é que pura atração.
Será mesmo??
Mesmo que agora eu queira estar ao seu lado.
Eu resistirei.
Serei forte,
Distante,
AUSENTE.
Mas tenho medo!
E vontade de gritar...
Se minha ausencia for conveniente,
Se não lembrar de mim,
Se não sentir falta?!
O que faço????
E como serão as minhas semanas sem seu sorriso?
Mesmo assim serei ausente.
Quero experimentar, tentar.
E se minha ausencia não for presença.
Me desculpe...
Mas, algumas coisas cansam.
Outras coisas machucam.
Algumas doem demais.
Então, o que eu faço????
Se tudo é tão bonito?
Sim, mesmo assim eu vou dizer: BASTA!
Por mais que minha vontade seja sussurrar
 Eu Te Amo!


Bom domingão,
P.S: Esperança.

quarta-feira, 14 de março de 2012

A ignorância alheia me incomoda.

"Quem não se movimenta  não sente as correntes que os prendem" (Rosa Luxemburgo)

Talvez eu tenha trocado minha ferradura hoje, estou estilo Tolerância Zero.
Entretanto, não teve algo mais irritante que comentários superficiais sobre problemáticas tão profundas.
Que tipo de cidadãos somos? Individualismo de idéias e comportamentos e Coletivismo no uso e consumo?
Nossa sociedade está criando pessoas sem sentimentos, sem compaixão, sem olhar ao próximo?
Sim, está, e ela está fazendo o seu papel muito bem.
Se ausentar de discussões, focar no próprio umbico, criticar a postura construtivista do outro, chega a ser inaceitável.
E nesse turbilhão de pensamentos, penso em mais um talvez: "Talvez por isso eu queira ser professora". Construir consciencia aonde só há alienação.
Construir Criticidade aonde só há senso comum.
Construir pessoas que possam construir um mundo real, longe deste que vivemos, pois este é baseado na construção de uma imagem ilusória!
SIMM! Estão lhe fazendo propaganda enganosa!

Será que desenvolver uma consciencia coletiva necessita de muitos e muitos anos de trabalho, de empenho e dedicação?! Se sim, estou disposta!

Fecho meus pensamentos transcritos com uma frase que não sei de quem é, entretanto seu conteúdo é de uma enorme riqueza: "O homem que compreende a sua ignorância deu o primeiro passo para o conhecimento."
Enquanto não compreendemos viveremos mergulhados na imensa escuridão da ignorância, que Saramago já denominava belíssimamente de cegueira.

Bom sonhos!

P.S: Incomodo!

domingo, 11 de março de 2012

Momentos e mais momentos

Há alguns momentos que a angustia e as dúvidas lhe perseguem como fantasmas.
Há alguns momentos que a necessidade de alguem do seu lado para te apoiar surge como um grito.
Há alguns momentos que a  vontade de fugir se esconder é mais forte que o desejo de viver.
Há alguns momentos que o carinho e o toque se tornam mais importante que um beijo.
Há alguns momentos que o olhar encontra o sorriso com mais dificuldade.
Há alguns momentos que as lágrimas não precisam serem secadas mas  derramadas em algum ombro.
Tantos são os momentos que registram o que é sentir o mundo desabando.
Poucas são as pessoas que estendem a mão para segurá-lo.
E enquanto a sua mente permanece em turbilhão, você ouve: "Eu estarei ao seu lado!"
E aquele medo que vinha devagar se disolvia e o desejo de sonhar restaura devagar a tranquilidade.

Bom final do fim de semana!
P.S: Medo.

sábado, 10 de março de 2012

Viagem no tempo e espaço



Qual equipamento seria melhor: uma máquina do tempo ou uma máquina de teletransporte?

Tantos filmes já trabalharam com esta temática de deslocamento espaço temporal, um desejo humano ainda não concretizado pela ciência:
  1. O filme de volta para o futuro (trilogia) - clássico da década de 80 que narra a experiência de um jovem em poder se locomover temporalmente por meio de uma máquina do tempo, ou melhor, um carro do tempo.
  2. A máquina do tempo - ficção na qual o personagem viaja cerca de 800 mil anos para o futuro e encontra a sociedade vivendo num contexto muito diferente.
  3. The prestige - filme de 2006 na qual o enredo envolve mistério, obsessão e uma máquina de teletransporte.
  4. A mosca - filme de ficção científica da década de 50, que envolve o teletransporte e a mutação genética.
  5. Star Wars - clássico dos clássicos que dispensa comentários!
Após essa breve introdução cinematográfica penso em qual seja esse desejo/vontade que faz de nós interessados em estar em um tempo e espaço diferente do que estamos agora.
Talvez seja uma vontade de prever um futuro, de alterar um passado ou simplismente quebrar as barreiras da solidão (estar na busca de alguem ou algo que o complete).

Esta semana quis estar alguns meses a frente para matar saudades, diminuir angústias e viver intensamente cada minuto daquele lugar, entretanto, quantas coisas deixaria de viver nesse intervalo? Quantas vivências e aprendizados seriam perdidos?
Caso um dia elas cheguem a serem desenvolvidas penso que muitos sentimentos serão perdidos!
Você não terá mais saudade de quem já se foi e nem ansiedade pela espera de alguém.
Você não viverá mais paixões impossíveis muito menos amores platônicos.
Você não ficará mais curiosos e o mistério perderá a graça.
Você não sentirá mais...você viverá menos...você deixará de ser o que simplesmente se é.

E aquela minha vontade se foi, pelo simples prazer de poder matar as saudades que eu sinto, de poder imaginar como será e por viver o agora como uma construção do meu Eu.

Ótimo almoço de sábado!
P.S: Paciência

sábado, 3 de março de 2012

Serei eu séria?!

Depois de um tempo você começa a ter vontade de querer ser levada a  sério.
E mais do que isso, você começa a ter vontade de levar as outras pessoas a sério.
Muitos vão dizer: "a idade está chegando", "é o peso da responsabilidade", "tá na hora de parar de viver de brincadeira"...
Mas, isso não tem nada a ver com nada compreensível ao coração humano, que mesmo sendo de pedra sangra.

Ser levada e levar as pessoas a sério está relacionada a necessidade de se fazer presente, importante e necessário.
É acreditar em possíveis verdade, desacreditar nas falsas mentiras.
Buscar respostas para questões da mente e não formular perguntas para questões do coração.
Procurar um ombro que apoie, alguém que acolhe e aqueça.
Desejar ser braços que envolvam e olhar que compreenda.

E eu me pergunto: "E se eu estiver finalmente disposta?"
Minha consciencia responde: -Você sabe muito bem que será ilusão.
Mas meu coração mesmo sufocado pela razão responde: "Você só vai saber se tentar!"

Todo mundo tem a sua primeira vez para levar as coisas a sério, mesmo sabendo que a frustração é inevitável, o que dá graça a vida é o mistério e a busca pelo desconhecido.

Bom sabadão!
P.S: Seriedade.

sexta-feira, 2 de março de 2012

Sem muito a falar e disposta a ouvir.


Suas palavras foram ditas na mais pura inocência e cada verso, vírgula e ponto foram capturados como num bote. 
A cada dia me supreendo e me decepiciono. 
São passos dados de mansinho nessa subida que leva tempo e que necessita de resistência.
Não o quero por tanto tempo e nem afastá-lo por muito mais.
Te quero na medida exata dos nossos desejos!
No ponto entre a saudade e o apego.
E nossos olhares quando se cruzam dispensam as perguntas.
Um equilibrio perfeito que nos leva ao céu.
Inconstante, explosivo e necessário.
Já não irei mais buscar sentido no inexplicável.

Bom final de senama!
P.S:  Expontaniedade

quinta-feira, 1 de março de 2012

Um pouco só.

E eu só queria poder te ver assim só sorriso;
E eu só queria te ter assim só desejos;
E eu só queria poder te sentir assim só carinhos;
E eu só queria poder te ouvir assim em silêncio!









Boa chuva!
P.S: Ansiedade