sábado, 10 de março de 2012

Viagem no tempo e espaço



Qual equipamento seria melhor: uma máquina do tempo ou uma máquina de teletransporte?

Tantos filmes já trabalharam com esta temática de deslocamento espaço temporal, um desejo humano ainda não concretizado pela ciência:
  1. O filme de volta para o futuro (trilogia) - clássico da década de 80 que narra a experiência de um jovem em poder se locomover temporalmente por meio de uma máquina do tempo, ou melhor, um carro do tempo.
  2. A máquina do tempo - ficção na qual o personagem viaja cerca de 800 mil anos para o futuro e encontra a sociedade vivendo num contexto muito diferente.
  3. The prestige - filme de 2006 na qual o enredo envolve mistério, obsessão e uma máquina de teletransporte.
  4. A mosca - filme de ficção científica da década de 50, que envolve o teletransporte e a mutação genética.
  5. Star Wars - clássico dos clássicos que dispensa comentários!
Após essa breve introdução cinematográfica penso em qual seja esse desejo/vontade que faz de nós interessados em estar em um tempo e espaço diferente do que estamos agora.
Talvez seja uma vontade de prever um futuro, de alterar um passado ou simplismente quebrar as barreiras da solidão (estar na busca de alguem ou algo que o complete).

Esta semana quis estar alguns meses a frente para matar saudades, diminuir angústias e viver intensamente cada minuto daquele lugar, entretanto, quantas coisas deixaria de viver nesse intervalo? Quantas vivências e aprendizados seriam perdidos?
Caso um dia elas cheguem a serem desenvolvidas penso que muitos sentimentos serão perdidos!
Você não terá mais saudade de quem já se foi e nem ansiedade pela espera de alguém.
Você não viverá mais paixões impossíveis muito menos amores platônicos.
Você não ficará mais curiosos e o mistério perderá a graça.
Você não sentirá mais...você viverá menos...você deixará de ser o que simplesmente se é.

E aquela minha vontade se foi, pelo simples prazer de poder matar as saudades que eu sinto, de poder imaginar como será e por viver o agora como uma construção do meu Eu.

Ótimo almoço de sábado!
P.S: Paciência

Nenhum comentário:

Postar um comentário