domingo, 30 de dezembro de 2012

Meus Pequenos Prazeres

Depois de sobreviver a profecia Maia, um novo ano se aproxima, rapidamente como um tiro certeiro. Novas promessas são feitas. Pedidos misericordiosos por um mundo melhor. Ritos, Mitos, Magias. De tudo vale crer. Amores impossíveis, dinheiro e felicidade se quer ter! Fé em uma ferradura ou no laço vermelho da calcinha. Mas esquecem da crer em si. Na fé no homem. De que apenas ele é responsável pelas suas ESCOLHAS e CONQUISTAS. Ninguém é melhor que você para fazer acontecer!

ACREDITE!

PERMITA-SE a amar, a ser amado, a descobrir novos caminhos, novos olhares, novos esportes, conheça lugares, viaje, tenha um animal de estimação, compre uma máquina fotográfica, tire fotos, faça rapel, desafie seu corpo, se ame, alimente-se de forma mais saudável, mas nunca esqueça do bom chocolate de sobremesa, ouça música, dance, chame alguém para dançar, ame novamennte, vá atrás de uma paixão, sorria ao se ver no espelho, compre roupas que digam quem você é e não quem a moda dita, tome vinho, use sapatos que não machuque os pés, sinta a dor da perda, sinta a paixão do ganho, PERMITA-SE a viver a eternidade dos segundos, saia para festar, tome um porre, dirija sem rumo, estude toda a madrugada, viaje, tire foto, espere a paixão vir, sorria para um desconhecido, pague um lanche a um morador de rua, durma fora de casa, acorde cedo, procure a cachoeira mais linda e a praia mais limpa, faça o bem, vá para o hospital, perceba que as pessoas importam com você, importe-se com as pessoas, coma pizza, ame sua família, PERMITA-SE a cozinhar coisas diferentes, a não ter o celular mais caro, admire a lua, gaste seu dinheiro, economize alguns centavos, sinta-se livre, prenda-se um pouco, voe para longe, tire foto, mas retorne quando sentir saudades, tome vinho, faça loucuras, vá novamente atrás da paixão, ame solitariamente, desconfie dos olhares, falte ao serviço, leia vários livros, elogie alguém, lute pelos seus direitos, levante uma placa, coloque nariz de palhaço, PERMITA-SE a jogar video game com sua família, zoe se ganhar, fique bravo se perder, seja o melhor, assista filme comendo pipoca, sente no sofá e veja séries que você mais gosta, bagunce o quarto, organize a mala, procure o rumo do seu coração, comemore as vitórias, ligue na operadora de celular, fantasia-se, vá aos shows, trabalhe o dobro, peça férias, viaje, tome vinho, faça brigadeiro de panela, conheça bares, coma comidas diferentes, tire foto, durma até tarde, dê bom dia ao motorista de ônibus, veja o por do sol. SAMBE!


Crie sua forma de PERMITIR-SE.
Em 2013, mas do que pular ondas e fazer oferendas, sinta o seu potencial. Lute pelas suas vontades.
LIBERTE-SE do passado, RELEMBRE os bons momentos. E tenha um maravilhoso ANO NOVO!


P.S: Simplicidade.

quarta-feira, 26 de dezembro de 2012

Sonho

"Quando se quer estar a kilometros de distância, você fecha os olhos e sonha."
Por Michelle Morelo.

domingo, 16 de dezembro de 2012

Uma luta de ninguém que orgulho bobo que se tem!

O país pára!
O Brasil está parado.
Mas ainda não é o Carnaval e nem a Copa do Mundo.
É um tal de Mundial, Corinthianos  desesperados, loucos pelo seu time. Gritam e batem no peito com orgulho. Agora sim são campeões Mundiais.
Orgulho?!
Mas que orgulho bobo que se tem...
O país se explode em caos, milhões são desviados para fundos pessoais em ilhas distantes.
Por causa desse tal de futebol, o único esporte realmente incentivado e que movimenta bilhoes dos  bolsos da população.
E para que? Para alimentar sonhos de crianças carentes de que um dia irão crescer na vida.
Ganhar muito dinheiro, ser rico, andar com os melhores carros, fazer propaganda de bebidas, usar drogas e ter as melhores mulheres.
Quanto marketing para nada.
Para você estar ai dando audiencia, soltando fogos, enquanto a corrupção corre solta.
Você lutando com os torcedores de times opostos para provar que és o melhor.
Enquanto seu cérebro atrofia e se sustenta do pão e circo.
Obrigada por manter esta palhaçada, sinta-se orgulho de ser mais um idiota!

P.S: Desânimo!


quarta-feira, 5 de dezembro de 2012

Naufrágio

Imagem da Rede
Hoje eu vi quão duro alguns sonhos nos custam. São verdadeiras apunhaladas sob o peito. Me tira o folego. Esvazia o pensamento. E numa onda de imagens que voltam como um último suspiro, me vejo em soluços, sem ar.
Como foi possível?? Eu me pergunto sem parar na mesma frequencia dos meus batimentos. Como pude deixar isso acontecer???
Enxugo as lágrimas que molham todo o rosto  e repito com as mãos sobre os olhos, como se estancasse o sofrimento, como eu fiz isso comigo?
Mergulho em cólera, como dói ver a felicidade do outro, como a inveja consome, como o ciúme maltrata. Me despedaço.
Tranquilizo, leio as letras que aqui escrevo secando as ultimas gotas que escorrem.
Um sorriso bobo enquanto busco encontrar o ar.
Este sonho nunca foi meu, mas o amor será por todo o sempre.
Caem lágrimas mais sinceras de um amor nunca correspondido, nunca divulgado, minhas lágrimas são do desabafo do impossível.
Restaram lembranças, algumas fotos, meu vício.
A cada gole de vinho sentirei o doce da paixão e o amargo da dor de não te ter em um tempo que não pertence mais a mim.
E este será o fim de algo que nunca teve a oportunidade de sair do esboço, dos belos traços que sua mão desenhava ao me tocar.
No fim, tenho somente a dor do que poderia ter sido se eu simplesmente tivesse me permitido a viver! A navegar com você no oceano da vida, sem ter medo do que poderiamos nos tornar quando a tempestade viesse.
E em segundos me vem o alívio. Respiro com todo o ar dos meus pulmões. Sinto que meus pés nunca sairam de terra firme.
Enfim, sobrevivo após passar por todo esse breve naufrágio.

Boa noite!
P.S: inveja!